Pin It

Oração de São Padre Pio depois da Comunhão

Oração de São Padre Pio depois da Comunhão

Esta oração de São Padre Pio após a Comunhão é uma homenagem comovente tanto a Nosso Senhor como a este grande santo que carregou os estigmas, as feridas de Cristo da Sua Paixão.

Diz-se que toda a vida sacerdotal de São Pio foi dedicada à tarefa de ganhar almas para Deus. Quando você considera isso, a primeira linha desta oração parece ser o exemplo máximo de humildade. Oxalá algum de nós abandonasse Jesus tão “facilmente”!

Fica comigo, Senhor, porque é necessário ter-te presente para que eu não te esqueça. Você sabe como eu te abandono facilmente.

Fica comigo Senhor, porque sou fraco e preciso da tua força, para não cair com tanta frequência.

Fica comigo Senhor, pois tu és a minha vida, e sem ti não tenho fervor.

Fica comigo Senhor, pois tu és a minha luz, e sem ti estou nas trevas.

Fique comigo Senhor, para me mostrar a Tua vontade.

Fica comigo Senhor, para que eu ouça a tua voz e te siga.

Fica comigo Senhor, pois desejo muito te amar, e estar sempre em tua companhia.

Fica comigo, Senhor, se queres que eu seja fiel a ti.

Fica comigo Senhor, pois por mais pobre que seja a minha alma, quero que seja para Ti um lugar de consolo, um ninho de Amor.

Fica comigo, Jesus, porque está ficando tarde, e o dia está chegando ao fim, e a vida passa, a morte, o julgamento, a eternidade se aproxima. É preciso renovar minhas forças, para que não pare no caminho e, para isso, preciso de ti. Está ficando tarde e a morte se aproxima. Temo as trevas, as tentações, a secura, a cruz, as tristezas. Oh, como preciso de Ti, meu Jesus, nesta noite de exílio.

Fique comigo esta noite, Jesus, na vida com todos os seus perigos, eu preciso de você.

Reconheço-te como o fizeram os teus discípulos ao partir o pão, para que a comunhão eucarística seja a luz que dispersa as trevas, a força que me sustenta, a alegria única do meu coração.

Fica comigo Senhor, porque na hora da minha morte, quero permanecer unido a Ti, se não pela Comunhão, pelo menos pela graça e pelo amor.

Fica comigo Jesus, não peço consolo divino porque não mereço, mas o dom da Tua presença, ah sim, peço-te isso.

Fica comigo Senhor, pois só a Ti procuro, Teu Amor, Tua Graça, Tua Vontade, Teu Coração, Teu Espírito, porque Te amo e não peço outra recompensa senão que Te ame cada vez mais.

Com um amor firme, amarei Você com todo o meu coração enquanto estiver na terra e continuarei a amá-Lo perfeitamente por toda a eternidade. Amém.

São Pio, mais conhecido como Padre Pio, ou São Padre Pio, nasceu Francesco Forgione na cidade italiana de Pietrelcina em 1887. Ele veio de uma família católica devota e sentiu-se atraído pela vida religiosa na infância.

Aos 15 anos tornou-se noviço capuchinho (como frade franciscano), recebendo o nome de Pio em homenagem a São Pio V, padroeiro de Pietrelcina. Em 1910, Frei Pio foi ordenado sacerdote.

Em 20 de setembro de 1918, ele recebeu os estigmas. Ele experimentaria feridas sangrentas nas mãos, pés e lado, como as de Cristo, até sua morte em 1968.

Padre Pio também sofria de outras doenças físicas. No entanto, ele aceitou essas cruzes de boa vontade, oferecendo seus sofrimentos a Deus como expiação pelos pecados e pela conversão de almas.

Os estigmas trouxeram-lhe muita fama e também alguma notoriedade a princípio por parte de alguns oficiais da igreja que pensaram que suas feridas poderiam ser autoinfligidas.

Mesmo assim, Deus deu ao Padre Pio dons sobrenaturais e também os estigmas, que ajudaram o padre a fazer a Sua vontade. Estes incluíam os dons de bilocação (a habilidade de estar em dois locais ao mesmo tempo) e a habilidade de ler os corações e almas das muitas pessoas que se reuniram a ele para a confissão ao longo dos anos. O Padre Pio pode até prever o futuro de algumas pessoas.

(Imagine ir se confessar com alguém que conhecia suas circunstâncias e pecados antes mesmo de você dizer uma palavra. Isso por si só mudou muitas vidas!) Sua intercessão trouxe conversões e algumas curas milagrosas também

Padre Pio também foi fundamental para a fundação de um hospital chamado Casa de Alívio do Sofrimento em 1956. Ele era tão querido que mais de 100.000 pessoas compareceram ao seu funeral. O triplo desse número compareceu à cerimônia de canonização em junho de 2002.

São Padre Pio trabalhou incansavelmente no mosteiro de San Giovanni Rotondo durante a maior parte de sua vida, tendo apenas algumas horas de sono por noite, enquanto passava muitos dias de 19 horas na missa, ouvindo confissões e administrando sua volumosa correspondência que veio de todo o mundo, tudo para ajudar a aproximar as pessoas de Deus!

>>E-book – Padre Pio e as Chagas de Amor<<

Sua maravilhosa devoção a Nosso Senhor e Nossa Senhora transpareceu também em seu amor pelo rosário e pela própria oração. Ele estabeleceu vários grupos de oração e uma vez chamou a oração de “a chave que abre o coração de Deus”.

Vemos nesta oração quanta força Padre Pio deve ter tirado de nosso Senhor nos momentos de provação ao longo de seu sacerdócio. Embora tivesse uma personalidade calorosa e um bom senso de humor, ele conhecia bem o sofrimento.

Além de ter os estigmas, sofreu com as já mencionadas falsas acusações sobre seu personagem vindas do Vaticano na década de 1920, por exemplo. Em 1931, ele foi proibido de ouvir confissões ou rezar missa publicamente, embora essas restrições tenham sido suspensas em poucos anos, felizmente.

São Padre Pio demonstrou seu profundo amor por Cristo Eucarístico na maneira como celebrava o Santo Sacrifício da Missa. Embora às vezes pudesse demorar várias horas, suas Missas eram sempre muito frequentadas e comoventes.

Muitas vezes ele tinha lágrimas escorrendo pelo rosto durante a liturgia, como se estivesse com Nosso Senhor em sua paixão. A missa foi para ele uma experiência verdadeiramente mística! Ele uma vez disse que “seria mais fácil para a terra continuar sem o sol do que sem a Santa Missa”.

Observe como na oração de São Pio após a Comunhão ele deseja que a Comunhão seja “a luz que dispersa as trevas, a força que me sustenta, a alegria única do meu coração”. Que esta oração, como a sua vida, inspire em cada um de nós aquele mesmo amor profundo e saudade do Senhor!

>E-book – Padre Pio e as Chagas de Amor<<

 

Avalie este post
[Total: 1 Average: 5]

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!